Quarta-feira, 20 de Dezembro de 2006

O esquecimento como atitude (penafidelense)

Há tempos ouvimos alguém dizer - que os penafidelenses são gratos aos seus ídolos desportivos e citou o carinho que rodeia António Oliveira, Fernanda Ribeiro, Joaquim Santos ou  Silva Pereira.
Nada mais errado!  A memória das pessoas é curta. É também injusta e ingrata!
Qual seria a reacção do público se soubesse que a Câmara Municipal de Penafiel  tinha despendido dinheiros públicos para a aquisição do espólio de um dos desportistas mencionados, cujo nome já pouco diz à maioria das pessoas?
Assistiríamos por certo a comportamentos e reacções que mal podemos imaginar.
Manifestação de desdém sobranceiro com que se olham as práticas do desporto, a memória colectiva conserva na lembrança alguns nomes e factos durante uns anos, escassos, para depois tudo se esvair na ânsia pacóvia das medalhas, dos títulos, das ligas, dos campeões, etc ...
António Oliveira, ainda sabemos quem é, Fernanda Ribeiro começa a ser um nome e uma personagem mais do que um palmarés. Joaquim Santos uma vaga silhueta em que já poucos reconhecem o campeão de ralis, Silva Pereira um artista dos estádios que os mais velhos recordam em tardes melancólicas de jogos de futebol da equipa do lugar.
E se o esquecimento destinado aos vencidos é desumano, a atitude perante os vencedores é reveladora de uma lamentável indigência cultural.
As consequências deste tipo de atitude não são só ridículas mas também graves e reflectem-se negativamente na vivência desportiva dos penafidelenses, porque como não  conhecem e não  entendem o passado e por consequência as razões profundas de determinados comportamentos, hipotecam estupidamente o futuro.
Sacrificam-se vencedores e vencidos deixando desaparecer todos os testemunhos e vestígios que nos podiam ajudar a perceber o que fomos e o que somos para então podermos definir aquilo que queremos ser.
Em Penafiel a reflexão tem um nome:  - chama-se esquecimento!
A pior forma de esquecimento que é a ignorância assumida como atitude, manifestação de sentimentos que em muitos casos se assemelha ao despeito mesquinho e reles da mediocridade que por aí grassa.
A demonstrá-lo aí está o nosso desporto
 
sinto-me:
publicado por PenaSport às 00:00
link do post | favorito

.mais sobre mim

.Sondagem

polls Quem deve ganhar o
ALBARDÂO
Desporto em Penafiel?
Câmara Municipal Penafiel?
Vereador Desporto?
Penafiel Activa?
Clube Desportivo?
Dirigente Desportivo?
Técnicos com "tacho" na CMP/Pnf Activa?
Técnicos de Clube subsidiado pela CMP?
Desporto Escolar?
Jornal Local/Regional?
Empresa Privada?

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.posts recentes

. Estratégias de desenvolvi...

. Miragem e Ilusão

. Moderação e realismo

. Problemas d(n)o nosso Des...

. Problemas d(n)o nosso Des...

. A Higiene da Moral

. Falar Claro sobre o Despo...

. Falar Claro sobre o Despo...

. 1ª Gala – ALBARDÃO (mérit...

. Sinal dos Tempos

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds