Sábado, 29 de Julho de 2006

Competência e Rigor

Em todas as áreas de actividade se vem fazendo a apologia da competência, como factor preponderante para a resolução de problemas mais ou menos complexos.
O Desporto e a Educação Física pela natureza e alcance das suas actividades, não podem deixar de ser orientadas e dirigidas com a competência e rigor tão apregoados.
O que tem de exigir-se antes de mais, é capacidade, para assumir funções de orientação e ensino das actividades físicas e desportivas.
Isto pressupõe formação de treinadores, de dirigentes, enfim, de todos os agentes daquela orientação e ensino.
O que tem de exigir-se é que a competência se afirme na capacidade de orientação e dirigir todos os intervenientes, com ABERTURA DE ESPÍRITO E ACOLHIMENTO DEMOCRÁTICO.
É necessário um esforço quotidiano e contínuo de forma a criar os estímulos necessários ao desenvolvimento.
Interrogo-me no entanto, se é esta a via que vem sendo percorrida pela Câmara Municipal de Penafiel no tocante ao desporto, se ele conta com pessoas dedicadas, em suma, com profissionais competentes.
Todos sabemos, que a tradição nas coisas do desporto, nos diz que nem sempre assim tem acontecido.
A meu ver, o desenvolvimento desportivo do concelho, deve ser equacionado com rigor em todos os seus parâmetros e problemas, para que de facto seja possível determinar as decisões que levam a alterações e transformações qualitativas.
O esforço a fazer é o de elaborar actividades e formas adaptadas, de modo a criar etapas sucessivas no processo de desenvolvimento.
Espera-se que esse esforço não abandone a visão cultural e social que é necessário assumir quando se trata de actividades onde o Homem é ao mesmo tempo sujeito e objecto de tudo o que nele se integra.
O desenvolvimento do desporto encaminha-se para um ponto que coloca uma questão central à capacidade real da sua organização pelas instituições tradicionais.
Não realizar a tempo os objectivos das actividades físicas e desportivas, representa uma perda de oportunidade que reduz o alcance educativo e formativo que se pretende dilatar no seio da juventude e da população em geral.
Não se pode continuar a confrontar os jovens com os modelos e exemplos que têm sido defendidos numa perspectiva alienante de valores humanos, sociais e culturais.
Se é importante fazer a tempo, é de todo desaqconselhável que se perca tempo sem saber o que fazer!
Mas não é tempo de vender ilusões e utopias.
Oxalá as transformações e evoluções em curso não caiam na tentação de afastar o desporto do seu caminho natural.
Espera-se sobretudo um futuro maior e melhor do que no passado!
Esta é uma tarefa e também uma esperança realizável nos tempos que hão-de vir.

As potencialidades não estão esgotadas, pelo contrário, não são ainda acessíveis a um número significativo de pessoas...!

sinto-me:
publicado por PenaSport às 23:36
link do post | favorito

.mais sobre mim

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.posts recentes

. Estratégias de desenvolvi...

. Miragem e Ilusão

. Moderação e realismo

. Problemas d(n)o nosso Des...

. Problemas d(n)o nosso Des...

. A Higiene da Moral

. Falar Claro sobre o Despo...

. Falar Claro sobre o Despo...

. 1ª Gala – ALBARDÃO (mérit...

. Sinal dos Tempos

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds