Quarta-feira, 27 de Setembro de 2006

Subsidiar o Desporto - Jogo de soma igual a zero

Um dos momentos cruciais que as associações e os clubes vivem todos os anos, é o da atribuição do subsídio anual por parte da Câmara Municipal de Penafiel.
Mas bem vistas as coisas este processo está transformado num jogo de soma igual a zero, quer dizer, os benefícios de uns quantos só são conseguidos à custa do prejuízo dos outros.
A pergunta que vale a pena fazer é, se vale a pena continuar a insistir neste jogo de ilusões.
Valerá a pena continuar a apostar nas mesmas soluções, à espera de obter os mesmos resultados?
Antes de atribuir mais ou menos dinheiro a esta associação ou aquele projecto, o que interessa saber é, como é que a política desportiva vai resolver a questão da relação entre a obtenção de algumas medalhas em competições (elite de atletas) e a taxa de participação desportiva dos penafidelenses (massa de praticantes).
Todos sabemos que a inexistência e a indefinição de uma política desportiva, tem conduzido o nosso concelho para patamares cada vez mais baixos no desenvolvimento desportivo.
Da leitura dos dados que temos vindo a tratar desde há algum tempo sobre a elite real de atletas no nosso concelho, somos levados a concluir que não existe qualquer correspondência com o número de praticantes ou com a taxa de participação desportiva.
Encontramo-nos num momento a partir do qual já não interessa investir mais na elite existente pois que tem vindo a ter custos cada vez mais elevados.
Atente-se naquilo que tem acontecido no nosso concelho: não temos atletas de elite e vamos a caminho de não ter taxas de participação desportiva dignas desse nome que se desejam num concelho desenvolvido.
Temos assistido às mais variadas e confusas opções, das quais os políticos mais ou menos técnicos e os técnicos mais ou menos políticos, têm fugido como o diabo da cruz.
Não há nada mais comovente do que ver os responsáveis abraçarem o discurso do direito à prática desportiva e na realidade desenvolverem práticas dirigidas para o rendimento, para o espectáculo e para o profissionalismo precoce.
Em termos de desenvolvimento do desporto no nosso concelho, é fundamental que se inicie um novo processo de reflexão!
Os lobbies que se estabeleceram e têm vindo a dominar as políticas desportivas da autarquia, reinvindicam cada vez mais privilégios sem que muitas das vezes, tenham o mais pequeno sentido de utilidade social do desporto.
Ameaçam generalizar a confusão que desde há algum tempo se instalou no Pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Penafiel !
Há que colocar um travão em tudo isto e iniciar um movimento que traga novamente para o mundo do desenvolvimento do desporto, um pouco de bom senso.
Há que reencontrar o espaço do desporto em benefício dos penafidelenses e não de alguns responsáveis políticos, dirigentes e até de profissionais do desporto, que mais não fazem do que jogar falaciosamente com palavras e ideias que muitas vezes utilizam com significados diferentes.
sinto-me:
publicado por PenaSport às 00:00
link do post | favorito

.mais sobre mim

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.posts recentes

. Estratégias de desenvolvi...

. Miragem e Ilusão

. Moderação e realismo

. Problemas d(n)o nosso Des...

. Problemas d(n)o nosso Des...

. A Higiene da Moral

. Falar Claro sobre o Despo...

. Falar Claro sobre o Despo...

. 1ª Gala – ALBARDÃO (mérit...

. Sinal dos Tempos

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds