Quarta-feira, 28 de Março de 2007

Diz que é uma espécie... de Apoio ao Desporto

De um momento para o outro o discurso desportivo oficial dos responsáveis no Pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Penafiel, ganhou foros de boa vontade e decidida aposta no associativismo desportivo.
Por tudo e por nada, é referido o associativismo cujos encantos e magias ganham cada dia as simpatias dos responsáveis políticos da nossa “praça”.
Esta descoberta funciona mesmo como uma espécie de poção mágica que ingenuamente pretende combater os atrasos, as insuficiências e as dificuladdes da situação desportiva no concelho de Penafiel.
É uma situação curiosa, quiçá, mesmo de agradecimento ver os diversos responsáveis anunciarem programas, protocolos, apoios, parcerias, eventos, etc., etc.
Somos assim levados a pensar que estamos num momento de virar de página.
Recentemente, numa cerimónia pública a propósito do anúncio dos programas de actividades desportivas de dois clubes penafidelenses, o responsável pelo Pelouro do Desporto produziu a seguinte afirmação: - “... a criação destas parcerias traz uma nova dinâmica para o desporto e para a forma como ele é visto”.
Mas será que os programas anunciados têm por alvo os jovens praticantes de desporto do concelho de Penafiel, ou apenas pretendem demonstrar uma forma consumista de passar o tempo?
Será que eles obedecem a um esforço para manter uma linha de rumo coerente com os objectivos de um desenvolvimento consistente das modalidades que lhe são próprias?
Deduzimos das premissas apontadas pelos responsáveis, que modalidades como o rappel, a canoagem, os challenger’s  ou os raids nocturnos, são as actividades que dão suporte às estruturas dos clubes e perseguem uma política que visa a prática desportiva generalizada.
A ser assim consideramos estar a ser cometido um grave erro que é, o entendimento do Desporto como um serviço público assente em estratégias a apontar para os clubes desportivos como seu suporte exclusivo.
Torna-se-nos óbvio que a natureza de tais programas é apenas a de uma mercadoria que se paga cada vez mais, a bom dinheiro. Resume-se a uma compra de espectáculos e eventos de desporto que utiliza formas sofisticadas de patrocínio, que têm um mercado próprio no qual se devem desenvolver e sustentar.
O que é grave é ver responsáveis políticos e alguns “jornalistas do patrão” ajudarem a transformar no meio do barulho, da agitação e da golpaça, figuras que pretendem apenas ver servidas as suas estratégias pessoais e/ou comerciais.
Pensamos que acções deste tipo se circunscrevem a meros actos de “show-business” desportivo, sem qualquer intencionalidade de desenvolvimento desportivo programado.
E em nome de um equívoco não-intervencionismo e de uma sofismada autonomia do associativismo, o traço dominante na Câmara Municipal de Penafiel, é o imobilismo e a ausência de respostas sociais às reais necessidades expressas pelos cidadãos.
Sem pôr em causa a legitimidade dos anúncios, lamentamos que os seus responsáveis possam ter-se esquecido do ditame popular cheio de sabedoria:
“Não vá o sapateiro além da chinela”
sinto-me:
publicado por PenaSport às 00:00
link do post | favorito
Segunda-feira, 19 de Março de 2007

Neutralismo - a pior e mais perigosa das políticas

A vida desportiva no concelho de Penafiel tem nestes últimos anos vivido em torno de uma grande ausência de orientação, imperando a confusão a irracionalidade, a indefinição e a demissão de responsabilidades.

A Câmara Municipal de Penafiel, não assume o papel dinamizador e coordenador de políticas de desenvolvimento desportivo.

Os clubes e associações desportivas do concelho vivem no limite da sua própria ambição, reflexo das políticas adoptadas, incapazes de repensar as suas funções, finalidades e organização.

Estes e outros factores demonstram o carácter falacioso de uma tendência crescente no meio desportivo concelhio: o de defender um pretenso neutralismo do desporto que escapa às contradições e aos conflitos.

Uma verdadeira ilha de consensos!

A complexa situação a que chegou a vida desportiva em Penafiel, sofre ainda da síndrome do show-business desportivo, de que o mais recente exemplo é o “Sentir Penafiel” na  liga LabMed, de Futebol Amador.

Convenhamos que todo o dirigente político ou dirigente desportivo que se preze, carece de uma determinada espectacularização!

Não nos reconhecemos entre os que lhe encontram grandes virtudes.

Não nos situamos entre os que lhe atribuem insanáveis defeitos.

O tempo, supremo tribunal nos ajudará a esclarecer se, sim ou não, há razões idóneas para lhe atribuir o qualificativo.

Por mais que se multipliquem as entrevistas, por mais que se criem ”lobbies” e consultores de imagem, os acontecimentos parecem estar a dar-nos razão:

- uma simples alteração de responsável no Pelouro do Desporto, com uma maioria política de idêntica inspiração partidária, traduziu-se num caso verdadeiramente ímpar, como o de no prazo de 2 ou 3 anos se adoptarem perspectivas de desenvolvimento desportivo absolutamente contraditórias, dispensando hoje o que ontem  era considerado indispensável ao  futuro desportivo do concelho de Penafiel.

Ao consenso, pelo menos aparente, em redor dos princípios, correspondem políticas completamente diversas!

A vida desportiva em Penafiel atingiu uma degradação tão profunda que só não é visível para os que a não querem analisar com rigor e isenção.

Penafiel continua a não dispor de qualquer plano de desenvolvimento desportivo para o concelho.
Continua ausente uma perspectiva integrada de um verdadeiro plano de instalações e equipamentos desportivos para o concelho.
Continua a existir um quadro desregulado entre os diferentes actores do movimento desportivo do concelho de Penafiel.

A manter-se a situação existente, a continuar ausente da gestão do Pelouro do Desporto um corpo de ideias claras e fundamentadas sobre o desenvolvimento desportivo é óbvio que os responsáveis políticos na Câmara Municipal de Penafiel, continuarão a demonstrar o carácter errado e falso que assumem nos discursos sobre o associativismo desportivo do concelho.

Hoje não é possível indicar um único projecto de desenvolvimento do Desporto em Penafiel que tenha, por exemplo, por objectivo o aumento da prática desportiva e a criação de condições para contrariar as assimetrias que o concelho, infelizmente, ainda vive.

Uma vergonha!

 

sinto-me:
publicado por PenaSport às 00:00
link do post | favorito
Terça-feira, 6 de Março de 2007

Há males que vêm por bem... e bens que não vêm para ficar

Assistimos recentemente à queda e destruição de parte da cobertura do pavilhão gimnodesportivo Fernanda Ribeiro.
Como se pode ler em notícias de jornais locais, só não aconteceu uma tragédia apenas “por pura sorte”.
Comunicação social e alguns dirigentes desportivos deram ao problema um destaque pouco comum, elegendo o assunto como tema das suas crónicas.
Responsáveis políticos e seus assessores esmeraram-se nas explicações sobre os acontecimentos, anunciando com brilhantismo e oportunidade que há que começar a tratar das obras de restauro.
Só não sabem definir se a intervenção será pontual ou mais de fundo!
Mas tal como há males que vêm por bem, há bens que não vêm para ficar.
Iniciadas que sejam as obras os responsáveis permanecerão insensíveis aos problemas desportivos de Penafiel e ao papel do Desporto numa sociedade moderna e viverão como até aqui: autísticamente!
O Vereador do Pelouro do Desporto, continuará nos intervalos da gestão dos problemas desportivos a “ouvir” os funcionários que promoveu a assessores, preferindo ser aconselhado por quem tem demonstrado ser académica e profissionalmente incompetente.
E se a vida e o tempo ajudarem, eis que não faltarão motivos de sobra para reforçar a imagem do Penafiel a Sentir o Sucesso.
Não andaremos longe da verdade se reconhecermos que no Pelouro do Desporto se começa a pensar em alguns aspectos da gestão dos equipamentos desportivos apenas quando surgem episódios desagradáveis, como o atrás referido.
É o típico estilo de navegação à vista, reflectindo uma visão parcelizada que não avalia os respectivos condicionamentos ou as suas consequências.
A este propósito, talvez fosse conveniente à Câmara Municipal de Penafiel dar cumprimento ao diploma que define o regime da responsabilidade técnica pelas instalações desportivas abertas ao público e actividades aí desenvolvidas.
O que se deseja por parte da Câmara Municipal de Penafiel é a adopção de comportamentos mais responsáveis, doutro modo poderá estar a incorrer na aplicação de sanções punidas com coima para os efeitos do disposto na Lei.
Sem nos alongarmos demasiado na razão de ser deste tipo de atitude (ou da falta dela), o que se pode verificar facilmente é, que esta se tornou uma prática corrente dos responsáveis no Pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Penafiel.
Seria um exercício curioso, saber o que pensam o senhor Presidente da Câmara Municipal de Penafiel ou o senhor Vereador do Desporto, sobre a situação que recentemente se viveu.
A opinião própria e não a dos seus diferentes comissários, sempre ansiosos de apresentarem serviço, mas que mais não fazem do que meras acções de embelezamento desprovidas de qualquer ideia.
O resultado certamente seria esclarecedor.
Prometem-se investimentos, mais equipamentos desportivos, “mundos e fundos” para o Desporto em Penafiel, numa espécia de catarse colectiva ao serviço de uma cosmética política.
Apresenta-se como modelo de intervenção simples declarações de intenções, julgando ser esse o passe de mágica que alterará a situação desportiva do nosso concelho.

Vivemos afinal numa situação de ambiciosa pobreza!

sinto-me:
publicado por PenaSport às 00:00
link do post | favorito

.mais sobre mim

.Sondagem

polls Quem deve ganhar o
ALBARDÂO
Desporto em Penafiel?
Câmara Municipal Penafiel?
Vereador Desporto?
Penafiel Activa?
Clube Desportivo?
Dirigente Desportivo?
Técnicos com "tacho" na CMP/Pnf Activa?
Técnicos de Clube subsidiado pela CMP?
Desporto Escolar?
Jornal Local/Regional?
Empresa Privada?

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.posts recentes

. Estratégias de desenvolvi...

. Miragem e Ilusão

. Moderação e realismo

. Problemas d(n)o nosso Des...

. Problemas d(n)o nosso Des...

. A Higiene da Moral

. Falar Claro sobre o Despo...

. Falar Claro sobre o Despo...

. 1ª Gala – ALBARDÃO (mérit...

. Sinal dos Tempos

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds