Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2007

Anestesia e absurdo no Desporto em Penafiel

Escrever ou falar sobre o Programa do Pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Penafiel para o desporto é falar de uma ou duas folhas, elaboradas em cima do joelho que objectivamente não dizem nada.
Não diz o Pelouro do Desporto nem o disseram os Partidos representados na Assembleia Municipal aquando da discussão do programa ou da atribuição dos subsídios aos clubes e associações desportivas do nosso concelho.
O Desporto não foi ou não é considerado matéria suficientemente interessante para merecer qualquer debate.
A responsabilidade pertence-lhes!
Mas o associativismo desportivo não está igualmente isento dessas responsabilidades.
Os dedos de uma mão chegam para enumerar as situações em que responsáveis desportivos adoptaram uma posição crítica face à política desportiva no nosso concelho, apontando debilidades, criticando decisões, ou apresentando alternativas.
Com um comportamento conservador, avesso a grandes alterações, vive na dependência do subsídio oficial e compartilha com cumplicidade a arte de sedução em que se transformou o método da distribuição dos subsídios e os famigerados contratos programa de desenvolvimento desportivo.
A generalidade dos clubes aceita pacífica e serenamente esta forma de desvalorização da política desportiva, que vai a par com a desvalorização de quaisquer referências estruturais e que favorece apenas um pensamento e uma acção políticas fechadas, formais e conservadoras no concelho que é de nós todos - Penafiel.
A complexidade da gestão do sistema desportivo no nosso concelho, tem sido sistematicamente ignorada valorizando-se a carolice e o voluntarismo em detrimento do conhecimento, com os resultados que se conhecem e que estão à vista de todos.
Por isso, a situação que se nos vai revelando não é da exclusiva responsabilidade da Câmara Municipal de Penafiel.
Não é a Câmara Municipal de Penafiel que define a missão e a vocação dos clubes e associações desportivas.
Não é a Câmara Municipal de Penafiel que anuncia e dá entrevistas apresentando indicadores ditos de progresso desportivo.
São dirigentes e técnicos desportivos que o fazem e são os responsáveis por criar uma imagem que não corresponde à verdade e à realidade.
Este Pelouro do Desporto, este como qualquer outro no passado, limita-se a assistir à postura tradicional do movimento desportivo face aos poderes instalados.
A Câmara Municipal de Penafiel, é acusada e bem, por não ter uma adequada política desportiva, por o concelho estar infra dotado em estruturas e equipamentos desportivos ou por não contribuir ainda com mais meios financeiros.
Curiosamente esta crítica vem sobretudo daqueles que mais dinheiro têm ganho com a prática  desportiva, nomeadamente treinadores, técnicos, pseudo técnicos e alguns dirigentes desportivos.
Tudo isto sendo verdade não explica coisa alguma, pois o problema é bem outro.
É o de saber se será possível afectar recursos à prática desportiva num momento em que se vive uma crise desportiva de natureza estrutural, a que se junta a circunstância de os problemas desportivos não terem qualquer tradição de movimento cultural.
Reconhecemos que na Câmara Municipal de Penafiel se pense de modo diferente, que disponham de soluções cujo efeito de resto, já anunciaram.
Sabemos que faze-lo é politicamente sedutor, mas não acreditamos no respectivo sucesso.
Desde logo porque é difícil articular alterações estruturais com objectivos de curto prazo, pensados à escala de um mandato.
Um autêntico disparate, como o comprovam as medidas de política desportiva anunciadas.
A criação de bases materiais será insuficiente se não for acompanhada por uma mudança do sistema, da orgânica desportiva e dos recursos humanos necessários à sua execução.
A futura transformação é em si mesmo muito pouco, se se mantiverem as linhas de orientação dos últimos anos, ou seja, uma perpectiva desportiva deficientemente fundamentada, servida por uma liderança sem perspectivas, virada para uma visão do desporto onde tudo começa e tudo acaba nos clubes e associações desportivas, enfim, muito pobre.
A menos que se considere que isto são exigências que o Desporto em Penafiel não reclama, que afinal o Desporto pode ser governado como é, e que não requer uma outra responsabilidade uma outra competência, uma outra atitude.
Resta-nos não deixarmos de nos incomodar, não deixarmos de nos indignar e não deixarmos de lutar.

No dia em que suceder o contrário é porque deixamos de pensar.

sinto-me:
publicado por PenaSport às 00:00
link do post | favorito

.mais sobre mim

.Sondagem

polls Quem deve ganhar o
ALBARDÂO
Desporto em Penafiel?
Câmara Municipal Penafiel?
Vereador Desporto?
Penafiel Activa?
Clube Desportivo?
Dirigente Desportivo?
Técnicos com "tacho" na CMP/Pnf Activa?
Técnicos de Clube subsidiado pela CMP?
Desporto Escolar?
Jornal Local/Regional?
Empresa Privada?

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.posts recentes

. Estratégias de desenvolvi...

. Miragem e Ilusão

. Moderação e realismo

. Problemas d(n)o nosso Des...

. Problemas d(n)o nosso Des...

. A Higiene da Moral

. Falar Claro sobre o Despo...

. Falar Claro sobre o Despo...

. 1ª Gala – ALBARDÃO (mérit...

. Sinal dos Tempos

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds